Notícias

21 de Dezembro de 2017 às 09:55

Michel Temer dá rombo de R$ 3,493 trilhões

O brasileiro tem de puxar o freio de mão, pois a crise econômica pesa no bolso de quase todo cidadão. Um dos que não sente é Michel Temer que faz uma verdadeira farra com o dinheiro público. Em novembro, a dívida pública aumentou em R$ 55 bilhões, segundo a Secretaria do Tesouro Nacional.

Boa parte vai para o sistema financeiro. Para se ter ideia, somente para o pagamento dos juros foram destinados de R$ 25,7 bilhões no mês passado. De outubro para novembro, a dívida cresceu 1,6%, saindo de R$ 3,438 trilhões para R$ 3,493 trilhões.

A estimativa é de que feche o ano entre R$ 3,45 trilhões e R$ 3,65 trilhões. Enquanto isso, o trabalhador vê o desemprego bater níveis recordes e perde direitos importantes com a reforma trabalhista e a terceirização irrestrita.

Unanimidade na rejeição a Michel Temer

Não por acaso a maioria esmagadora da população, quase a unanimidade, ou seja, 97% dos brasileiros, rejeita o presidente Temer. É o que revela pesquisa do Instituto Ipsos, divulgada nesta quarta-feira (20/12).

Diante de tantas mentiras, como a do crescimento da economia e a de que a reforma da Previdência, apoiada pela grande mídia, beneficia o trabalhador, o desempenho não poderia ser outro. O povo não é idiota.



Sindicato dos Bancários de Dourados e Região - MS

Rua Olinda Pires de Almeida, 2450 Telefone 0xx67 - 3422 4884